domingo, 16 de junho de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Variedades
07/06/2024 09h46

Nutrição com Cláudia Levandoski: Sanduíche com patê maromba

Cláudia possui uma coluna de nutrição na edição impressa do HC Notícias; agora ela também compartilha seus conhecimentos também com os leitores do Portal HC
Nutrição com Cláudia Levandoski: Sanduíche com patê maromba

Sanduíches são sempre bem-vindos, nos salvam nos lanchinhos, na correia, no café da manhã, no brunch, e até no almoço e jantar, dependendo do dia. Ele pode nos atender muito bem, se soubermos escolher os ingredientes, saudáveis, naturais, bem lavados os vegetais...

 

Quanto mais natural melhor. Esse eu fiz o patê com riqueza de proteínas: ovo + frango + requeijão – é uma mistura de textura, sabor e delícia na boca... e fácil de fazer, nem muita louça suja. O patê dá de fazer em maior quantidade e guardar na geladeira por 2 dias e ir usando nos lanchinhos da tarde ou jantar. Não dá de deixar de comer bem, não tem desculpa agora... A receita tá aí, bora pra cozinha comigo....

 

Para esta receita você vai precisar:
• 2 fatias Pão de fôrma (usei o integral zero açúcar)
• 1 Alface crespa
• 3 rodelas de Tomate 
• 1 fatia de Queijo muzzarela
• 1 Ovo cozido
• 2 colheres (sopa) de Requeijão light 
• 3 colheres (sopa) Filé de peito de frango desfiado (cozido na água e sal).
• Sal
• Pimenta (opcional)
• Mostarda Dijon (opcional – colocar no patê)

PUBLICIDADE

MODO DE PREPARO


1. Cozinhar o filé de peito de frango em água e sal, desfiar e reservar. Guardar a água do cozimento.


2. Preparar o patê Maromba: cozinhar o ovo, colocar no processador, esmagar bem. Acrescentar 2 colheres (sopa) de requeijão Light, mais 2 colheres (sopa) da água do cozimento do frango. Pode colocar uma pitada de sal. Não esquecendo que o requeijão tem sal e o frango foi cozido no sal. 


3. Triturar formando um patê cremoso, acrescentar o frango desfiado aos poucos.


4. Montar o sanduíche – Passar o patê nas 2 fatias do pão, colocar a muzzarela, o tomate e a alface. 


5. Deliciar-se com essa riqueza proteica! Hummmmmm

PUBLICIDADE

Vamos falar de nutrição no tratamento do câncer?


A dietoterapia no tratamento do câncer desempenha papel fundamental na manutenção da força, qualidade de vida, redução de sintomas e recuperação. Para isso, a dieta para pacientes em tratamento do câncer deve ser personalizada, deve ser levado em consideração o tipo de câncer, tipo de tratamento e as necessidades nutricionais de cada pessoa.


Pacientes em tratamento podem perder muito peso e a ingestão calórica adequada é essencial para evitar a desnutrição, então um balanço energético entre carboidratos e proteínas beneficia muito. Assim como a dieta rica em nutrientes essenciais, vitaminas, minerais, antioxidantes, proteínas, auxiliando no aporte imunológico e na recuperação.


Manter a hidratação é fundamental, contudo se houver vômitos, febre, diarréia.
Em tratamento do câncer é comum apresentar diarréia ou constipação, daí a dieta rica em fibras solúveis e insolúveis pode ser muito benéfica. 


É importante, também, gerenciar os efeitos colaterais do tratamento, como náuseas, perda do apetite, alterações do paladar. Alimentos bem tolerados e pequenas refeições são indicados.


Alimentos recomendados:
Frutas – vegetais: ricos em vitaminas e minerais, são antioxidantes.
Proteínas magras – frango, peixes, ovos, leguminosas.
Grãos integrais – São carboidratos bons para da energia e possuem fibras.
Laticínios baixo teor de gorduras – são fontes de proteínas, evitar perda muscular.
Suplementos – quando a ingestão alimentar não garante o aporte nutricional por si só.

 

A higienização dos alimentos é parte a ser muito bem cuidada, para evitar contaminação, pois a imunidade pode estar comprometida e suscetível a infecções. Lavar, descascar e cozinhar bem os alimentos são cuidados a serem observados. 
Durante a quimioterapia, a nutrição auxilia o paciente a ser tolerante com os efeitos e a se recuperar melhor. Daí a necessidade de adaptar a dieta às preferências do paciente, incluindo alimentos de fácil digestão.


Aftas são recorrentes no tratamento quimioterápico, alimentos macios, frios e suaves auxiliam nesse processo, é necessário evitar alimentos condimentados, ácidos, picantes.


A dietoterapia para pacientes oncológicos é um dos pilares integrantes do tratamento global. A dieta personalizada garante o diferencial de necessidades de cada pessoa, assim garante uma dieta saudável e segura.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.