quarta, 22 de maio de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Variedades
09/04/2024 08h08

Elon Musk volta a atacar Moraes e chama ministro de 'ditador brutal'

Dono do 'X', o antigo Twitter, disse que Alexandre de Moraes tem Lula 'na coleira'. Bilionário também respondeu deputados brasileiros na noite de segunda-feira (8)
Elon Musk volta a atacar Moraes e chama ministro de 'ditador brutal'

Elon Musk, dono do "X" (antigo Twitter), voltou a atacar o ministro Alexandre de Moraes durante a noite de segunda-feira (8). Em uma das publicações, Musk chamou Moraes de "ditador brutal" e disse que o ministro tem o presidente Lula "na coleira".  

Musk atacou Moraes pela primeira vez no sábado (6) e ameaçou reativar os perfis de usuários bloqueados pela Justiça. O bilionário acusa Moraes de censura e de ameaçar prender funcionários da rede social no Brasil.

PUBLICIDADE

Já nesta segunda-feira, Musk respondeu a publicações feitas pelos deputados federais Marcel van Hattem (Novo-RS) e Nikolas Ferreira (PL-MG). Ao interagir com o parlamentar gaúcho, o bilionário questionou o motivo de o Congresso manter Moraes como ministro. 

"Por que é que o parlamento permite a @alexandre o poder de um ditador brutal? Eles foram eleitos, ele não. Jogue-o fora", escreveu.

Depois, ao comentar uma publicação de Nikolas Ferreira, Musk disse que precisa levar os funcionários do X no Brasil para um lugar seguro antes de fazer um "dump de dados" completo. Ele também afirmou que os funcionários da rede social disseram que seriam presos. 

O "dump de dados" é um termo usado na tecnologia para a transferência ou cópia de um banco de dados para outro lugar. 

Em outras publicações, Musk afirmou que Moraes é "obviamente" o ditador não eleito do Brasil. 

"Como foi que @Alexandre de Moraes se tornou o ditador do Brasil? Ele tem Lula na coleira", escreveu.

Até a última atualização desta reportagem, contas bloqueadas por determinação da Justiça, como as de Luciano Hang, Allan dos Santos e Daniel Silveira, continuavam fora do ar. 

No domingo (7), o ministro Alexandre de Moraes determinou que a conduta de Elon Musk seja investigada e ordenou que o antigo Twitter não desobedeça as decisões judiciais, sob pena de multa de R$ 100 mil para cada perfil bloqueado que for reativado.

PUBLICIDADE

Na decisão, Moraes afirmou ter visto indícios de obstrução de Justiça e incitação ao crime nas atitudes de Musk. Além disso, o ministro entendeu que o bilionário usou as redes sociais para espalhar desinformação e desestabilizar instituições do Estado Democrático de Direito. 

"Na presente hipótese, portanto, está caracterizada a utilização de mecanismos ilegais por parte do 'X'; bem como a presença de fortes indícios de dolo do CEO da rede social 'X', Elon Musk, na instrumentalização criminosa anteriormente apontada e investigada em diversos inquéritos", escreveu Moraes.

Em outro trecho da decisão, o ministro escreveu em letras maiúsculas: 

"AS REDES SOCIAIS NÃO SÃO TERRA SEM LEI! AS REDES SOCIAIS NÃO SÃO TERRA DE NINGUÉM!"

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.