domingo, 14 de julho de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Segurança
29/06/2024 11h03

Em SC: homem confundido com estuprador é espancado em Camboriú

População espancou homem alegando que ele é o estuprador de uma menina; PM e Civil não confirmam informação
Em SC: homem confundido com estuprador é espancado em Camboriú

Com informações de Diarinho

 

Um homem foi violentamente espancado em Camboriú na tarde de sexta-feira (28) por populares que alegavam que ele teria estuprado uma adolescente de 17 anos no bairro Cedros, no começo de junho. Nem a Polícia Civil e nem a Militar confirmam que ele é o estuprador.


O homem foi arrastado para o meio da rua e apanhou covardemente. Uma das testemunhas filmou parte da agressão, e o vídeo viralizou nas redes sociais. A PM foi acionada, resgatou o homem do local e deteve um dos agressores. 

 

Assista:
 

 

Populares contaram ao Jornal Diarinho que a mãe da adolescente vítima da violência sexual revelou à comunidade que ele seria o estuprador. O delegado que investiga o estupro, David de Queiroz, afirma que a Polícia Civil não divulgou e não confirma que esse homem seja suspeito da violência sexual.

PUBLICIDADE

“O que está acontecendo é um verdadeiro absurdo. A Polícia Civil, em momento algum, divulgou a imagem desse homem. Tampouco eu, que sou o responsável pelo caso, afirmei que tínhamos um suspeito. Não faço ideia de quem é essa pessoa que está sendo espancada. Recebi esse vídeo e, em momento nenhum, a Polícia Civil afirmou que havia um suspeito”, completou o delegado.

 

A Polícia Civil afirma que as redes sociais e parte da imprensa que divulgaram a foto do suspeito têm responsabilidade por acusar, sem provas, o homem de ser o suspeito de um estupro. “Eu sei que a foto desse homem foi divulgada em alguns veículos de imprensa. E eles têm responsabilidade também. A Polícia Civil está sendo extremamente cautelosa para não afirmar o andamento das investigações. É um grande absurdo o que está acontecendo, e a responsabilidade não é só dessas pessoas que agem de forma indevida, cometendo inclusive um crime”, explicou o policial.

 

O delegado David Queiroz lembra que os espancadores estão cometendo um crime e vão ser responsabilizados. “Essas pessoas que estão querendo fazer justiça é que estão sendo as verdadeiras criminosas. A imprensa e as redes sociais têm muita responsabilidade sobre esse tipo de comportamento, porque um inocente pode estar sendo acusado e pode inclusive pagar com a própria vida sem ter responsabilidade pelo crime”, concluiu o delegado.

 

PUBLICIDADE

O comando da PM de Camboriú informou que a foto de um homem, sem relação com o estupro da adolescente, estava circulando nas redes sociais, apontando-o como autor do crime e foi aí que ele acabou sendo vítima da surra no meio da rua.

 

“Não procede essa informação. Esse homem foi vítima de uma outra ocorrência, e estão usando a imagem dele...”, disse a PM.

 

O comando da PM informou ainda que a fotografia que estava circulando nas redes sociais foi tirada dentro do hospital Ruth Cardoso, quando o homem foi socorrido após ter sido baleado em uma ocorrência de tráfico de drogas.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.