segunda, 26 de fevereiro de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Segurança
25/06/2019 13h05

No país: pai mata filha de 1 ano após estuprá-la; mãe e avó acobertaram o crime

Segundo a delegada, há indicativos que o estupro levou a criança a morte. O ânus da criança estava dilacerado, chegando a romper a parede do intestino.
No país: pai mata filha de 1 ano após estuprá-la; mãe e avó acobertaram o crime
O pai, a mãe e a avó da pequena Sophia, de apenas 1 ano e 1 mês, foram presos suspeitos da morte da criança, na última terça-feira (18). De acordo com a Polícia Civil, o pai é o principal suspeito de ter estuprado a menina, enquanto as outras duas teriam tentado acobertar o crime. O caso aconteceu em Arapongas, no Paraná.

Crueldade
Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (24), a delegada Thaís Orlandini Pereira, disse que a criança morreu após ter sido estuprada.

“As investigações mostram que a criança foi brutalmente estuprada e com indicativos que o pai cometeu tal barbaridade, sendo que a mãe e a avó foram coniventes, não impediram as agressões”, explicou a delegada.

“Há indicativos que o estupro levou a criança a morte. Acreditamos que essa prática não foi um fato isolado, estamos investigando para descobrir se isso ocorria diariamente com essa criança”, continuou. “O ânus da criança estava dilacerado, chegando a romper a parede do intestino”.

A menina chegou a ser levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), por volta das 20h do dia 18. Contudo, investigações iniciais apontam que a criança já estava morta, pelo menos duas horas antes de chegar ao local.

Frieza
Os três negaram envolvimento no crime. Eles afirmam que a menina se engasgou com leite materno após a mãe lhe dar banho. Porém, um laudo inicial do Instituto Médico-Legal (IML) apontou agressão física como fator que levou a morte.
“Ninguém confessa nada e nem chora. São apáticos, a mãe e a avó não demonstram nenhum sentimento. Dá a impressão que eles combinaram uma versão, porém em alguns pontos eles se contradizem”, explicou Thaís Orlandini.

Fonte: Em Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.