quinta, 25 de abril de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Segurança
22/05/2019 23h53

Cinco catarinenses estão entre os mortos em apartamento no Chile

A família, de Florianópolis, estava acompanhada de um casal de São Paulo, que também morreu no apartamento com suspeitas de vazamento de gás.
Cinco catarinenses estão entre os mortos em apartamento no Chile

Cinco catarinenses foram encontrados mortos na tarde desta quarta-feira (22) em um apartamento em Santiago, no Chile. As vítimas incluem um casal de Biguaçu, na Grande Florianópolis, os dois filhos, além de outro casal formado por um catarinense e uma mulher de Goiânia. Eles teriam sido vítimas de um vazamento de gás.

Os mortos confirmados são o casal Fabiano de Souza, 41 anos, e Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos, e os filhos Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos esta semana, e Felipe Nascimento de Souza, 13 anos. A família morava em Biguaçu.

Além deles, também morreram Jonathas Nascimento Kruger, 30 anos, que também é catarinense e é irmão de Débora, e a esposa dele, Adriane Krueger, que é de Goiânia. O casal morava na cidade de Hortolândia, em São Paulo.

Em entrevista à reportagem, Noemi Fortunato Nascimento, que é prima de Jhonatas e Débora, contou que a família viajou a Santiago para comemorar os 15 anos de Caroline. Eles teriam alugado um apartamento na capital chilena através de um aplicativo de celular.

Noemi também contou que a família estava prestes ao voltar a Santa Catarina, pois a mãe dos irmãos Jhonatas e Débora faleceu em Florianópolis na madrugada desta quarta. Por meio de mensagens, Débora relatou à prima que estava se sentindo mal, e que as outras pessoas no apartamento também apresentavam sintomas estranhos. Ela acreditava que eles pudessem ter sido envenenados.

De acordo com a AFP, eles teriam inalado gás, supostamente monóxido de carbono, informou o comandante da Polícia da capital chilena.

Eles estavam de férias e tinham alugado um apartamento no centro de Santiago, onde sentiram um mal-estar físico, o que os levou a pedir ajuda ao cônsul brasileiro, que se dirigiu ao local, acompanhado de efetivos da Polícia. Quando chegaram, tiveram que entrar à força no apartamento, onde encontraram os corpos.

— Pudemos constatar que havia seis pessoas falecidas, quatro adultos e dois menores, e que possivelmente sua morte teria sido provocada por emanação de gás — disse o comandante Rodrigo

Fonte: NSC Noticias.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.