terça, 29 de setembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
21 ºC 13 ºC
Geral
29/10/2018 11h30

Dono da rede de lojas Havan promete 17 minutos de fogos pela vitória de Bolsonaro

O empresário comemorou a vitória nas redes sociais. Ele declarou que irá soltar os fogos nesta segunda-feira, 29, às 17 horas, por 17 minutos
Dono da rede de lojas Havan promete 17 minutos de fogos pela vitória de Bolsonaro
Envolto em polêmicas pelo apoio a Jair Bolsonaro (PSL) e suspeito de participar de um esquema ilegal que patrocinou a disseminação de fake news contra Fernando Haddad (PT), o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, comemorou a vitória do capitão da reserva nas redes sociais.



No Youtube, ele publicou que nesta segunda-feira, 29, às 17 horas, irá soltar, por 17 minutos, fogos de artifício. Os 17 fazem alusão ao número do PSL.



No Instagram, Hang publicou imagens que mostra eleitores comemorando o resultado das urnas em frente à matriz da Havan, em Brusque (SC). Há eleitores tomando as ruas e muitas buzinas. “Fico muito feliz com o carinho da população”, escreve o empresário. Ele ainda cita o slogan da campanha de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.



Pouco antes, ele publicou a imagem da bandeira do Brasil manchada de sangue sendo lavada, com os dizeres: “Chegou a hora de limpar a sujeira que eles deixaram”. “É a vitória da família brasileira”, ele escreve.



Nos comentários, seguidores agradecem o “empenho” na campanha. “Luciano... Parabéns pelo apoio e por seu sentido de pátria... Que mais empresários de sucesso como você possam estar unidos pelo progresso do nosso Brasil... Obrigada e que Deus nos abençoe”. “Agora vc é o padrinho oficial desta campanha. Não nos abandone”. “Parabéns Luciano, precisamos de brasileiros patriotas igual a você”.



No primeiro turno, Hang foi multado em R$ 10 mil por impulsionar publicações no Facebook que promoviam a campanha de Bolsonaro. Por sete votos a zero, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entendeu que apenas candidatos, partidos e coligações poderiam recorrer a serviços do tipo, vedados a terceiros. A decisão isentou o candidato do PSL e o Facebook.



Dias depois, o empresário enviou vídeo aos seus funcionários antecipando que, caso a "esquerda" vencesse as eleições presidenciais, eles poderiam perder o emprego.


O empresário catarinense dizia que, se a “esquerda” ganhar, “vamos virar uma Venezuela”. E garantiu que jogaria “a toalha” e “repensar" o planejamento da empresa. “Talvez, a Havan não vai abrir mais lojas. E aí se eu não abrir mais lojas ou se nós voltarmos para trás. Você está preparado para sair da Havan? Você está preparado para ganhar a conta da Havan? Você que sonha em ser líder, gerente, e crescer com a Havan, você já imaginou que tudo isso pode acabar no dia 7 de outubro?”, questionava aos funcionários.



Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Hang negou que tivesse intenção de coagir seus empregados. Mas a Justiça do Trabalho entendeu diferente e determinou que o empresário divulgasse novo vídeo afirmando que seus funcionários eram livres para votar em quem desejassem.

----------------------------------------------------------------------------------------------------



Danos morais contra a Folha de São Paulo

O empresário ajuizou na segunda-feira, 22, uma ação judicial com pedido de indenização por danos morais contra o jornal Folha de São Paulo.

A ação foi protocolada na Vara Cível de Brusque, e o pedido de indenização feito pelo empresário é de R$ 2 milhões. No processo, Hang alega que o jornal publicou informações falsas ao reportar que ele teria financiado uma campanha anti-PT no Whatsapp, em prol do canditato Jair Bolsonaro (PSL)

-------------------------------------------------------------------------------------------------



Empresário catarinense foi um dos principais apoiadores do candidato do PSL à presidência

Fonte: O Povo Online
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia