segunda, 16 de dezembro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Geral
23/10/2018 15h02

Imbituba:  Feira da Mandioca é premiada pelo Ministério da Cultura

Entre as 500 iniciativas culturais premiadas está a tradicional Feira da Mandioca, promovida pela Acordi (Associação Comunitária Rural de Imbituba).
Imbituba:  Feira da Mandioca é premiada pelo Ministério da Cultura
O Ministério da Cultura (MinC) divulgou no Diário Oficial da União, o resultado final do Prêmio Culturas Populares 2018 – edição Selma do Coco. Foram 500 iniciativas culturais populares vencedoras, em todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Entre as iniciativas culturais premiadas está a tradicional Feira da Mandioca, promovida pela Acordi (Associação Comunitária Rural de Imbituba). A Feira da Mandioca, realizada anualmente, resgata a cultura dos agricultores de Areais da Ribanceira e costura saberes e parcerias que fortalecem o trabalho desta comunidade.

Nesta edição do Prêmio Culturas Populares, o valor da premiação passou de R$ 10 mil para R$ 20 mil. O valor global – R$ 10 milhões – é o maior volume de recursos já concedido em seis edições da premiação. “O formato deste edital permitiu uma isonomia regional, onde todas as regiões foram representadas e reconhecidas”, avalia a secretária de Diversidade Cultural do MinC, Magali Moura.

Premiação

O objetivo da iniciativa é fortalecer as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem. Exemplos dessas iniciativas são o cordel, a quadrilha, o maracatu, o jongo, o cortejo de afoxé, o bumba-meu-boi e o boi de mamão, entre outros.

As iniciativas foram analisadas por uma Comissão de Seleção que avaliou critérios como contribuição sociocultural que o projeto proporciona às comunidades; melhoria da qualidade de vida das comunidades a partir de suas práticas culturais; e impacto social e contribuição da atuação para a preservação da memória e para a manutenção das atividades dos grupos, entre outros.

Neste ano, a premiação homenageia a cantora pernambucana Selma do Coco (1929-2015). Nascida na cidade de Vitória de Santo Antão, Selma deixou como principal legado a sua contribuição para a consolidação do coco, ritmo típico do Nordeste brasileiro, como referência nacional. A artista gravou três álbuns e participou de festivais internacionais nos Estados Unidos e na Europa, além de ter ganhado o antigo Prêmio Sharp, hoje Prêmio da Música Brasileira.
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia