domingo, 14 de julho de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
06/07/2024 09h09

Plantação de maracujá é proibida e pomares da fruta são eliminados em SC; entenda 'vazio sanitário'

Objetivo é controlar virose do endurecimento do fruto, que pode comprometer até 60% da produção, explica Epagri.
Plantação de maracujá é proibida e pomares da fruta são eliminados em SC; entenda 'vazio sanitário'

Santa Catarina começou, em 1º de julho, o "vazio sanitário" do maracujazeiro. Durante o período, que vai até 19 de agosto, pomares de maracujá devem ser eliminados, e novos plantios ficam proibidos em algumas regiões

 

Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), o objetivo é controlar a virose do endurecimento do fruto, que pode comprometer até 60% da produção. 

 

 Por causa do alto potencial destrutivo e rápida disseminação, o endurecimento dos frutos do maracujazeiro é a virose mais importante da cultura no país, conforme o órgão. 

 

 Além da drástica redução na produção, os frutos podem ficar deformados, rugosos e menores. Também ocorre endurecimento no albedo (parte branca interna da casca), que se torna espesso, resultando em baixo rendimento de polpa. Torna-se impróprio para o comércio.

 

O vírus é transmitido por meio de inoculação mecânica (como ferramentas de poda), através de mudas contaminadas, e por diversas espécies de pulgões vetores, durante picadas de prova de alimentação. A doença é causada pelo Cowpea aphid borne mosaic virus (CABMV). 

 

PUBLICIDADE

Durante o período de 30 dias de vazio sanitário, conforme a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc), as pragas não encontrarão plantas hospedeiras para completar seus ciclos, o que ajuda a fazer o controle delas com menor uso de produtos químicos. 

 

O vazio sanitário do maracujazeiro, estabelecido pela companhia, acontece em intervalos diversos, de acordo com cada região do estado: 

 

 Região I: de 1º de julho a 30 de julho de 2024

Região II: de 11 de julho a 09 de agosto de 2024

Região III – de 21 de julho a 19 de agosto de 2024

Demais municípios do estado. 

PUBLICIDADE

Santa Catarina é o terceiro maior produtor de maracujá no país, conforme a Cidasc, e colheu 70 mil toneladas na safra 2022/2023, o que representa crescimento de aproximadamente 27% em comparação à safra de 2021/2022. 

 

Segundo Henrique Belmonte Petry, pesquisador da Estação Experimental da Epagri em Urussanga, no Sul de Santa Catarina, o vazio sanitário do maracujazeiro entrou em sua quinta safra neste ano. 

 

A política, conforme o especialista, "resulta numa cultura cada vez mais rentável ao produtor”.

 

O modelo de produção anual adotado em Santa Catarina é destaque na fruticultura nacional, conforme Petry, e também reúne, além do vazio sanitário,produção de mudas em ambientes protegidos, uso de mudas maiores para produção precoce e outras práticas. 


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.