domingo, 16 de junho de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
18/05/2024 17h00

Resgatado em telhado, cavalo Caramelo segue tratamento para ganhar peso

Por conta da comoção com o caso, Caramelo recebeu doações de ração suficientes para alimentar ele e seus colegas também desabrigados.
Resgatado em telhado, cavalo Caramelo segue tratamento para ganhar peso

Caramelo, o cavalo que foi resgatado após passar dias ilhado em cima de um telhado no Rio Grande do Sul, encontra-se bem e passa agora por um tratamento para voltar a ganhar peso, segundo o boletim médico divulgado nesta sexta-feira (17). O equino está no Hospital Veterinário Ubra, em Canoas, recebendo suplementação. A expectativa é que ele ganhe peso nas próximas semanas.

PUBLICIDADE

“Ele segue muito bem, se recuperando muito bem. Ele está sem medicações. Está em suplementação ainda, para ficar forte”, contou a veterinária Louise Maciel, que está acompanhando o animal.

PUBLICIDADE

A equipe que cuida do animal quer que ele ganhe entre 40 a 50 quilos e prepara uma ração com mel, suplemento alimentar, feno e alfafa. Além disso, ele tem à disposição um extenso campo de grama. Por conta da comoção com o caso, Caramelo recebeu doações de ração suficientes para alimentar ele e seus colegas também desabrigados.

 

Agora, Caramelo recebe cerca de 20 pedidos de adoção por dia. Os pedidos da guarda do animal são recorrentes e feitos tanto pessoalmente quanto pelas redes sociais. Outras pessoas foram até a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), onde ele está abrigado, afirmando que seriam seus donos.

 

O cavalo não possui chip de identificação e, por isso, para checar se ele poderia mesmo pertencer a quem diz ser seu proprietário, é feita uma checagem por fotografia. Contudo, nenhuma das fotos bateu com as características do animal.

 

“Ele tem as quatro patas brancas. E os cavalos das fotos não tinham”, detalha Fabio Thut, estudante de veterinária que atuou no resgate do cavalo.

 

Os veterinários da Ulbra desconfiam que o motivo para o real dono não aparecer seja que o animal era, provavelmente, vítima de maus-tratos. Ele também possui uma marca de cabresto no nariz, o que indica que fica preso a maior parte do tempo.

 

“Pela nossa avaliação corporal, nós notamos as costelas aparecendo e que ele estava bem abaixo do peso antes de ficar quatro dias no telhado. Dificilmente a pessoa vai aparecer porque ele não era bem cuidado, isso pode configurar maus tratos”, avalia o coordenador do curso de veterinária da Ulbra, Jean Soares.

 

Além de Caramelo, outros 15 cavalos foram resgatados durante as enchentes e estão na fazenda da universidade, sem dono.

 

“Mas eles não são famosos e ninguém apareceu para pegá-los”, acrescentou Soares.

 

Com informações de GZH


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.