segunda, 20 de maio de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
06/03/2024 14h03

Caso Choquei: Polícia conclui que jovem criou fake news sobre caso com Whindersson

A investigação concluiu que prints de supostas conversas entre a jovem e o influenciador são de responsabilidade da própria Jéssica
Caso Choquei: Polícia conclui que jovem criou fake news sobre caso com Whindersson
[Alerta de gatilho: este texto contém informações que podem ser sensíveis a pessoas com depressão ou tendências suicidas] 


A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito que apurou as circunstâncias da morte de Jessica Canedo, de 22 anos, em Araguari. 


O caso foi investigado como suspeita de que a jovem havia sido vítima de uma fake news sobre um possível relacionamento amoroso com o humorista Whindersson Nunes. A divulgação da notícia falsa em perfis nas redes sociais, como o "Choquei", teria levado Jéssica ao suicídio. 


A investigação concluiu, no entanto, que prints de supostas conversas entre a jovem e o influenciador são de responsabilidade da própria Jéssica. O responsável pelo Choquei não foi indiciado.


O órgão apurou que a própria Jéssica criou contas falsas, fez montagens e a enviou para os perfis das redes sociais, que repercutiram os prints --sem verificar se eles eram verídicos. "O que nós apuramos e concluímos com essa investigação: todas essas notícias que foram veiculadas, e tudo isso que foi noticiado pelas páginas de notícia, foi criado e partiu da própria jovem", revelaram os profissionais da Delegacia de Homicídios da 4ª DRPC/Araguari em coletiva à imprensa. 


"Ela fez toda a montagem e ela divulgou para as paginas de notícias esse suposto relacionamento dela com o humorista [Whindersson Nunes]", afirmou o órgão. 

PUBLICIDADE
O caso aconteceu em dezembro de 2023. Perfis de fofoca das redes sociais, como a Choquei, divulgaram uma conversa falsa entre ela e Whindersson Nunes. O boato fez com que ela se tornasse alvo direto de ataques, e recebesse mensagens de ódio e xingamentos nas redes sociais. Quatro dias depois, Jéssica se matou. 


Em nota enviada à imprensa, a Polícia Civil também revelou que chegou à conclusão de que houve um responsável direto por induzir o suicídio da jovem. "Foi identificado que Jéssica recebeu uma mensagem cujo conteúdo a instigava a cometer autoextermínio. A autora da mensagem, uma jovem de 18 anos, da cidade de Rio das Ostras/RJ, foi identificada e indiciada pelo crime de instigação ao suicídio", informou. 


O órgão detalhou que Whindersson prestou depoimento, e que Jéssica realmente passava por um momento de forte depressão. "À época, veiculou-se que ela estava sofrendo ataques por meio de redes sociais após uma grande página de fofocas ter divulgado notícias falsas sobre um suposto relacionamento amoroso entre Jéssica e um famoso humorista. O humorista prestou depoimento à Polícia, negando qualquer tipo de contato com a jovem", pontuou.

PUBLICIDADE
 "Após as investigações, a Polícia Civil identificou a origem das notícias falsas, apurando que a própria jovem foi a responsável pela divulgação do conteúdo a algumas páginas de fofoca, através de perfis falsos criados por ela em uma rede social", finalizou o comunicado. 



Caso você esteja passando por um momento de depressão, procure ajuda especializada como o CVV (Centro de Valorização da Vida) e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e presencialmente.


Fonte: O Globo
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.