terça, 28 de maio de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
25/01/2024 16h15

Assessoria da prefeita de Capivari de Baixo confirma exoneração e afastamento de servidores envolvidos na operação Casa da Mãe Joana

Os quatro foram condenados em primeira instância.
Assessoria da prefeita de Capivari de Baixo confirma exoneração e afastamento de servidores envolvidos na operação Casa da Mãe Joana
A Assessoria de Imprensa da prefeita de Capivari de Baixo informou que acatará a recomendação do Ministério Público, realizando a exoneração dos servidores comissionados Arleis Nunes Ribeiro, Ismael Martins e Jean Rodrigues. Além disso, haverá o afastamento sem remuneração de Jonas dos Santos, ex-vereador e servidor de carreira, todos condenados em primeira instância no contexto da Operação Casa da Mãe Joana.
PUBLICIDADE
O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) emitiu uma recomendação direcionada à Prefeitura Municipal de Capivari de Baixo, enfatizando a necessidade de exonerar imediatamente os servidores condenados na Operação Casa da Mãe Joana. O documento, assinado digitalmente por Stefano Garcia da Silveira em 24 de janeiro de 2024, ressalta a importância do cumprimento da legislação municipal e dos princípios da administração pública.

A recomendação, fundamentada no Inquérito Civil n. 06.2024.00000310-0, destaca que a Lei Complementar Municipal n. 1.439/2012 estabelece o afastamento de servidores públicos quando estes estão denunciados por crimes comuns ou funcionais. A recomendação do MPSC aponta para a necessidade de afastamento dos servidores Arleis Nunes Ribeiro, Ismael Martins, Jean Correa Rodrigues e Jonas Machado dos Santos de seus respectivos cargos, comprovando que já pendia denúncia contra eles no momento da nomeação para cargos comissionados. Além disso, ressalta a importância de não contratação para cargos comissionados qualquer pessoa que responda a processos criminais similares.

PUBLICIDADE
A medida é respaldada pela sentença condenatória proferida em 9 de novembro de 2023, que determinou penas severas aos servidores envolvidos. A recomendação destaca ainda que a nomeação de Jean Correa Rodrigues para um cargo em comissão, mesmo após a sentença condenatória, fere o princípio da moralidade administrativa e pode influenciar negativamente nos processos em andamento.


Por fim, o MPSC recomenda que o Município de Capivari de Baixo adote medidas para exigir a apresentação de documentos comprobatórios de idoneidade dos candidatos a cargos comissionados, de acordo com o disposto na Lei Complementar Municipal n. 1.439/2012.

Este documento pode ser conferido em sua versão original através do site do MPSC, utilizando o código de cadastro 06.2024.00000310-0 e o código de autenticação 2646B1D.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.