segunda, 04 de março de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Geral
08/07/2019 12h24

Em meio a acusações de parcialidade, Sérgio Moro tirará férias

De acordo com publicação no Diário Oficial da União, ministro se afastará do cargo entre 15 e 19 de julho
Em meio a acusações de parcialidade, Sérgio Moro tirará férias

Em meio a acusações de parcialidade na Operação Lava-Jato, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, se afastará do cargo entre 15 e 19 de julho, de acordo com o Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (8/7).

Na publicação no DOU, diz que ele “tratará de assuntos pessoais”. Procurada pelo Correio, a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça informou que o ministro tirará férias. Na prática, Moro não poderia tirar férias, por ter começado a trabalhar em janeiro. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei 8.112.

 

O afastamento foi autorizado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. "Esclarece-se que o afastamento, sem vencimentos, acontece nos termos do artigo 81, VI, da Lei 8112/90. O ministro estará de férias e o secretário executivo Luiz Pontel responderá interinamente pelo ministério no período", informou a pasta. 


Acusações de parcialidade

De acordo com diálogos vazados pelo site The Intercept Brasil, Moro foi parcial, agiu como chefe e direcionou procuradores na Lava-Jato. O que não é permitido por lei. Em entrevista ao Correio, o ministro se defendeu e afirmou que não vai entregar o cargo. Ele disse que se reconhece em alguns diálogos, mas alega que ato é contra a investigação é revanchismo. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Fonte: CB
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.