sexta, 23 de fevereiro de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Geral
07/04/2019 16h10

1 ano de prisão: Militantes participam de manifestação pró Lula em frente da Superitendência da PF

Chamada de jornada Lula Livre, os atos ocorrem em diversas cidades do país.
1 ano de prisão: Militantes participam de manifestação pró Lula em frente da Superitendência da PF
Apoiadores do ex-presidente Lula, preso em Curitiba há exatamente um ano pela condenação no caso do triplex do Guarujá, realizam, neste domingo (7), uma série de manifestações no entorno da Superintendência da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, onde está o petista.

Chamada de jornada Lula Livre, os atos ocorrem em diversas cidades do país. São Paulo, Porto Alegre, Brasília e Rio de Janeiro têm protestos marcados para o período da tarde. Em Curitiba, já ocorrem atividades políticas, culturais e inter-religiosas desde cedo. A primeira etapa do ato em Curitiba foi às 6h30, com uma caminhada feita pelos apoiadores, do terminal de ônibus do bairro Boa Vista até a sede da PF.

Às 9h, diversas autoridades subiram ao palco, montado em frente à PF, para discursos, no que foi batizado de “Ato Político de Denúncia, de um ano da prisão injusta do presidente Lula”. Entre eles, estiveram a senadora Gleisi Hoffmann e o candidato que representou Lula na última eleição, e foi derrotado, Fernando Haddad. Outros políticos também estiveram no ato, e discursaram, como Guilherme Boulos, João Pedro Stédile e o ex-senador Roberto Requião.

No público, além das vestes vermelhas e cartazes com a frase “Lula Livre”, os apoiadores do ex-presidente também traziam cartazes contra o presidente Jair Bolsonaro, a reforma da previdência e mensagens relembrando a vereadora do PSol, Mariele Franco, morta no ano passado.

Em cima do palco, Haddad criticou o presidente Jair Bolsonaro, comparando as conquistas do governo Lula e os projetos aprovados por Bolsonaro em 30 anos como deputado. “Nós temos, à frente da Presidência da República, alguém que tem o pior desempenho nos primeiros 100 dias (referindo-se à pesquisa Datafolha, divulgada esta semana). O pior presidente da história depois da redemocratização, que não tinha condição sequer de ser deputado. Enquanto isso, aprisionaram, sem provas, quem nasceu para a coisa”, criticou Haddad.

O ex-senador Roberto Requião afirmou que “Lula está preso e os ladrões estão livres”, além de mostrar uma carta escrita pela ex-presidente Dilma Roussef, que não pode comparecer ao ato porque está doente, com pneumonia.

Fonte: TP

 

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.