domingo, 21 de abril de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
21/02/2019 13h46

Passarela de concreto e primeiras vias do "Se Essa Rua Fosse Minha" são autorizadas em Tubarão

Os dois projetos vão beneficiar milhares de moradores e começaram a virar realidade. A estrutura em frente à Unisul que será construída e seis vias públicas que receberão pavimentação
Passarela de concreto e primeiras vias do
Dois projetos que vão beneficiar milhares de moradores começaram a virar realidade nesta quarta-feira (20): a passarela de concreto em frente à Unisul e o termo de parceria do Se Essa Rua Fosse Minha. Os atos aconteceram na Sala de Atos da prefeitura. A primeira ação foi a assinatura da ordem de serviço da passarela de concreto, que será construída pela empresa Araújo Construções, de Criciúma. A obra vai beneficiar milhares de pessoas, entre estudantes da Unisul e colégio Dehon, e moradores dos bairros Morrotes, Dehon, Centro e Oficinas. “É uma nova estrutura que vai beneficiar principalmente ciclistas, que vão poder aproveitar as novas ciclofaixas que surgem com a revitalização dos acessos, e também cadeirantes, que foram esquecidos pelo Poder Público durante muitos anos, mas que também terão seu espaço apropriado nessa passarela”, lembrou o prefeito Joares Ponticelli. A obra tem o custo global de R$ 3.659.894,63, sendo que R$ 700 mil já estão assegurados pela Defesa Civil Nacional desde o início de 2017. O prazo de conclusão é de 10 meses. A pavimentação das seis primeiras ruas do programa Se Essa Rua Fosse Minha foi encaminhada através das assinaturas dos termos de parceria entre a prefeitura e dois moradores de cada via. As outras 84 ruas inscritas no programa terão a pavimentação formalizada de maneira gradual. O município fica responsável pela aquisição dos materiais e os moradores pela contratação das empresas que precisam estar legalmente habilitadas na prefeitura. As ruas Foram escolhidas para a primeira etapa as ruas Hermógenes Damiani (São João ME), Gerônimo Meneghel (Santo Antônio de Pádua), João Orlandi Corrêa (Humaitá de Cima), Manoel Jovito Cardoso (Recife), Bráulio de Melo (Passagem) e Bruno Roussenq (Oficinas). Os critérios de escolha foram a localização dos bairros, como forma de não concentrar obras nas mesmas áreas, e as ruas de menor extensão, o que permite solucionar mais rapidamente possíveis contratempos. “Temos mais de 100 quilômetros de estradas de chão só na área urbana de Tubarão e estamos começando a amenizar esse problema que existe há décadas. E adotamos um sistema que é um pouco mais caro para o município, mas que apresenta resultados muito melhores. Nós compramos o material, que representa cerca de 65% do custo da obra, e os moradores contratam a mão de obra. Isso dispensa burocracias como a licitação e cada morador se torna um fiscal diário que pode exigir a melhor qualidade, pois ele é o patrão e está pagando pelo serviço”, lembra o prefeito. E quem se comprometeu em fiscalizar a obra é o morador Presley Pereira, da rua Bruno Rousenq, uma das beneficiadas pelo programa. “Há anos esperávamos por essa pavimentação e agora que vai ser realizada, vamos acompanhar de perto, para que tudo seja muito bem feito pela empresa que vamos contratar. Seremos fiscais, com certeza”, assegura o morador. Só na rua de Presley cerca de 33 residências serão contempladas. “A rua é de difícil acesso e toda a comunidade vai ser favorecida, vai melhorar muito nossa qualidade de vida”, comemora.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.