quarta, 27 de janeiro de 2021
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
35 ºC 22 ºC
Geral
08/02/2019 18h00

Tubarão promove Dia D contra a febre amarela neste sábado (9)

Todos os moradores de Tubarão com idade acima dos nove meses, devem tomar a vacina. Idosos com mais de 60 anos devem procurar orientação médica. A campanha segue até o próximo dia 28, nas UBS com sala de vacina.
Tubarão promove Dia D contra a febre amarela neste sábado (9)
Neste sábado (9), as 30 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Tubarão estarão abertas das 8 às 17 horas, sem fechar ao meio-dia, na campanha “Dia D – Unidos Contra a Febre Amarela”. Todos os moradores da Cidade Azul com idade acima dos nove meses, devem tomar a vacina. Idosos com mais de 60 anos devem procurar orientação médica. A campanha segue até o próximo dia 28, nas UBS com sala de vacina.

A campanha, que teve início no último dia 1º, imunizou 1.177 pessoas, número considerado normal até então. Porém, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SUV/SES), emitiu um alerta reforçando a importância da vacinação contra a febre amarela.

“A preocupação se dá por que a Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) confirmou o primeiro caso de febre amarela no Estado. Um jovem, de 21 anos, que não havia tomado a vacina, contraiu a doença. Antes disso, as autoridades locais já haviam notificado a morte de dois macacos pelo vírus da febre amarela. Os animais foram encontrados em Antonina, no litoral do Paraná. A chance é de que, como já está circulando no Estado vizinho, o vírus pode chegar até Santa Catarina”, explica a gerente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Chaiana Esmeraldino Marcon.

Desde o segundo semestre de 2018, após recomendação do Ministério da Saúde (MS), toda Santa Catarina tornou-se Área com Recomendação de Vacinação (ACRV) para febre amarela, antes apenas 162 municípios já integravam a área. Com a ampliação, os moradores de todos os 295 municípios catarinenses precisam estar imunizados contra a doença, que pode matar.

Febre amarela

Doença infecciosa transmitida por meio da picada de mosquito infectado, podendo afetar humanos e animais, como os macacos. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa. A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da doença. Os principais sintomas são: febre, calafrios, dor de cabeça, dores no corpo, fadiga, náuseas e vômitos. A manifestação clínica inclui insuficiência hepática e renal, podendo matar.

Além das pessoas que encontram-se dentro da faixa etária da ampliação, devem se vacinar contra a febre amarela:

- Viajantes para áreas com vigência de surto no país ou para países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia e que ainda não tenham se vacinado (a vacina deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem);

- Pacientes suspeitos ou confirmados de febre amarela pós alta hospitalar, quando deve ser verificado o cartão de vacinação do paciente e aplicar a vacina; aqui, atenção para 1) caso confirmado de febre amarela (diagnóstico encerrado e confirmado) – não é necessária a vacinação; e 2) caso não confirmado de febre amarela (outro diagnóstico ou diagnóstico duvidoso) – necessária a vacinação pós alta;

- Doadores de sangue e/ou de órgãos, vacinados contra a febre amarela devem aguardar um período de quatro semanas após receberem a dose para realizar a doação;

- Em crianças menores de 2 anos de idade, não vacinadas contra a febre amarela, não devem receber as vacinas Tríplice Viral ou Tetra Viral simultaneamente à da febre amarela, devendo-se, obrigatoriamente, respeitar um intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.

*Acima desta faixa etária, faz-se necessária a prescrição médica para a vacina ser aplicada.

Restrições

A vacinação é contraindicada para crianças menores de 9 meses, gestantes, mulheres amamentando crianças de até 6 meses, pacientes em tratamento de quimioterapia, radioterapia ou com corticoides, em doses elevadas.

Em caso de dúvida, um médico deverá ser consultado para solicitar a autorização. Também deverão consultar o médico da necessidade da vacina, os portadores do vírus HIV, pacientes com tratamento de neoplasia concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e doença falciforme.
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia