domingo, 20 de setembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
22 ºC 14 ºC
Geral
15/01/2019 19h27

Em Criciúma: Forte temporal deixa ruas alagadas e mais de 18 mil casas sem energia

Muitos raios caíram na região. Em Criciúma, segundo a Celesc, 18.154 unidades consumidoras ficaram sem energia. Já em Içara, 660 casas ficaram no escuro. Em Nova Veneza, foram 1804 residências. Segundo a Defesa Civil, choveu cerca de 60/70 mm em pouco menos de 10 minutos, impedindo o fluxo normal da vazão

A região teve uma sensação térmica de aproximadamente 45 º C na tarde desta terça-feira (15), com um forte temporal de verão. Muitos raios caíram na região. Pessoas se abrigaram em prédios, na região central, para escapar da forte precipitação, acompanhada de raios.



A região central foi muito afetada, com grandes quantidades de água acumulada nas ruas. O Tigre, inclusive, terminou o treino mais cedo devido aos raios e trovoadas. A previsão do tempo indica que novos temporais devem acontecer durante essa semana devido às altas temperaturas.

Avenida Centenário 

A Avenida Centenário, na altura no bairro São Cristóvão, ficou completamente alagada, formando, inclusive, correnteza. As pessoas que se arriscaram a andar na via pública precisaram ter cuidados devido à força da chuva. Os motoristas dos veículos precisaram andar pela faixa exclusiva do ônibus.

Unidades sem energia

Com a grande quantidade de raios, que também caiu sobre a região, a energia foi prejudicada. Em Criciúma, segundo dados da Celesc, por volta das 18h, 18.154 unidades consumidoras estavam sem luz. Já em Içara, 660 casas ficaram no escuro. Em Nova Veneza, 1804 residências ficaram sem energia.

Secretária de Obras
De Acordo com a secretária de Obras, Kátia Smielevéski, as regiões que tiveram maiores pontos de alagamentos na área Central foram os bairros Comerciário, Santa Bárbara, Parte do São Luiz e região dos hospitais.

O Canal Auxiliar e obras adjacentes de vazão do canal trabalharam com quase 100% da capacidade, auxiliando no escoamento,mas devido ao grande volume pluvial, já citado, o fluxo dos bueiros e bocas de lobos nas ruas comprometeu a vazão.

No Rio Maina, segundo o Intendente local, sem grandes ocorrências.
Ainda segundo a secretária, foram identificados os principais pontos que necessitam de limpeza. As máquinas já atuam nessa limpeza e durante a quarta-feira as equipes estarão todas focadas no trabalho.

Defesa Civil
A Defesa Civil Municipal está nas ruas, junto com a secretária de Obras, Kátia Smielevéski, com máquinas do Pátio, para desobstrução e normatização de pontos onde houve maiores problemas.

Segundo a Defesa Civil, choveu cerca de 60/70 mm em pouco menos de 10 minutos, impedindo o fluxo normal da vazão.

Fontes: Dn Sul/Adecom Criciúma
Fotos/Vídeo: Décio Batista



 


PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia