quinta, 22 de outubro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
23 ºC 19 ºC
Geral
18/12/2018 14h38

Vítima diz que perdeu a virgindade ao ser estuprada por João de Deus

Afirmação foi feita durante depoimento à polícia. Mulher tinha 14 anos na época. Hoje, ela tem 41.
Vítima diz que perdeu a virgindade ao ser estuprada por João de Deus
Uma mulher de 41 anos contou, em depoimento na Delegacia de Investigações Criminais de Goiás (Deic), que João de Deus tirou sua virgindade durante um estupro cometido quando ela tinha 14 anos. De acordo com a delegada Karla Fernandes Guimarães, apesar de o crime estar prescrito devido ao tempo, foi aberto um inquérito para investigar o caso devido à gravidade da situação.

As revelações, feitas pela mulher na semana passada, foram reveladas pela Polícia Civil nesta segunda-feira (17), um dia após o médium se entregar. João de Deus foi preso no domingo (16), após passar dois dias escondido em uma chácara nos arredores de Goiânia.
A família da vítima frequentava a casa espiritualista quando os abusos sexuais teriam ocorrido. O caso só foi descoberto pelo irmão da vítima quando ela procurou a polícia, na última semana.

“Na época, ela não sentiu segurança para revelar aquilo. Ela veio para colaborar com as investigações, com a narrativa do caso dela”, contou Karla Guimarães.

A delegada afirmou, ainda, que a maioria das vítimas ouvidas na Deic não tiveram apoio de familiares quando revelaram terem sofrido abusos.

“Quem poderia ir em frente em alguma coisa se pessoas próximas não davam credibilidade com base na própria crença? Quando a gente está tratando de fé, a gente não pode fazer esse julgamento. As vítimas se sentiam sem condições de se manifestar porque se tratava de uma pessoa com muita credibilidade”, comentou a delegada.
O trauma de ser vítima duas vezes – pelo abuso sexual e pelo julgamento que muitas pessoas fazem, não acreditando nas vítimas – foi tema de reportagem do Metrópoles no domingo (16). O portal ouviu vítimas do médium e psicólogas, que relataram como episódios de violência como o vivido por essas mulheres deixam marcas muitas vezes incuráveis.

Depois que o escândalo veio à tona, muitas delas sofreram um verdadeiro linchamento virtual, com internautas as criticando, nas redes sociais, por só terem revelado o caso meses ou anos após o ocorrido.
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia