terça, 27 de outubro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
ºC ºC
Geral
10/12/2018 11h09

Regional de Saúde de Criciúma confirma um registro de encontro do escorpião amarelo

Ele foi encontrado há 5 dias em um edifício no bairro Pinheirinho, ambiente propício para procriação. “O que pode acontecer é que há bastante em outras cidades, como no Balneário Rincão, por exemplo. Mas são outros tipos, alguns não venenosos", diz bióloga. Nem todos os casos são de importância médica como o escorpião amarelo. Como diferenciar? Em SC, são 3 tipos.
Regional de Saúde de Criciúma confirma um registro de encontro do escorpião amarelo

É preciso diferenciar os tipos de escorpiões



Nem todos os casos são de gêneros de importância médica, como no caso do escorpião amarelo


Ainda que tenham circulado comentários, nos últimos dias, de que novos casos de escorpião amarelo na Região Carbonífera haviam sido descobertos, até o momento a Gerência Regional de Saúde de Criciúma registrou apenas o já divulgado na semana passada, no Bairro Pinheirinho.

Conforme a bióloga da Gerencia Regional de Saúde, Mariana Mantovani, trata-se do único local onde há confirmação do aracnídeo e não chegaram para a equipe informações de novos casos, seja em Criciúma ou em outro município da Região Carbonífera.

“O que pode acontecer é que há bastante escorpião em outras cidades, como no Balneário Rincão, por exemplo. No entanto, são outros tipos, alguns não venenosos. Para fazer a identificação é preciso de um especialista, então pedimos que a pessoa colete o animal e procure a Vigilância Sanitária ou Epidemiológica do município. Se tiver medo de chegar perto e não conseguir capturá-lo, mesmo assim entre em contato para que os profissionais façam uma busca ativa no local indicado”, explica Mariana.

Três espécies em Santa Catarina

De acordo com o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox), entre os escorpiões de importância médica, em Santa Catarina são registradas as espécies Tityus costatus, Tityus serrulatus (escorpião amarelo) e Tityus bahiensis (escorpião marrom ou preto).

Na região Sul o mais conhecido é o escorpião amarelo, que geralmente mede de 5,5 a sete centímetros e apresenta coloração amarela, com o cefalotórax e o abdome mais escuros, e sem manchas nos pedipalpos e pernas.

Como diferenciar os perigosos?

Ainda segundo o CIATox, os escorpiões de importância médica que existem no Brasil possuem um espinho logo abaixo do ferrão (aguilhão). Além disso, sua coloração é mais opaca, diferente dos escorpiões sem importância médica, que aparentam serem naturalmente envernizados, pois sua coloração é mais brilhante.

Por Francine Ferreira/Portal4Oito

https://www.facebook.com/hcnoticiastubarao/posts/566387877134657?__xts__[0]=68.ARCIXkKuLJioSeBy42PS4IcjFQO-u88h4oEBQrwLavYSDc2wVVVFTTJwBXo6VDGMT-vRzX9H2WLLDt8QRVVF4FPfEcwEG0jT-5vOzf1g3DdyLNZ1hy0h3PjQEXirubLZCVpxhAldxDHlwoUK_qThGKYzCbs4DqJJkI4u0_wYQxBcSVhK0bnYzjjiYnEbMgZTSeEgMIXEvdUlP3ymmExfEfyur03AKatodeYRRLI5oeiIt512zLj4cCatPjwlJcdmuhEHIA99-A8qTbIOTGLDWqyuVM7nFf33wKMl-kx18f48ARXnY-Fra5d5OhJkZkR3x30&__tn__=-R
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia