quarta, 25 de novembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
35 ºC 17 ºC
Geral
08/12/2018 15h04

103 anos de história: Morre moradora mais antiga do bairro Jardim Angélica, em Criciúma

Josephina Duzioni Braz morreu ontem em Tubarão. Ela tem 71 netos, 183 bisnetos e 32 trinetos. E cuidou de Angélica Gaidzinski, a sétima filha do coronel Pedro Benedet, que deu nome ao bairro na Cidade Carbonífera.
103 anos de história: Morre moradora mais antiga do bairro Jardim Angélica, em Criciúma
Morre, aos 103 anos, a moradora mais antiga do bairro Jardim Angélica, em  Criciúma

Faleceu ontem, às 19 horas, em Tubarão, Josephina Duzioni Braz, com 103 anos. Ela era a moradora mais antiga do bairro Jardim Angélica, em Criciúma.

Chegou no bairro aos 37 anos, quando era caseira da fazenda do coronel Pedro Benedet. Foi dona Pina quem cuidou da filha do coronel, Angélica, que dá nome ao bairro.

Dona Pina será enterrada no cemitério do Morro Estevão, em Criciúma, às 16 horas deste sábado.

Dona Pina casou com Ibraim Manoel Braz em 13 de janeiro de 1936. Com ele teve 15 filhos e adotou um. Hoje, ela tem 71 netos, 183 bisnetos e 32 trinetos. Dona Pina chegou a ajudar seu Ibraim nas minas de carvão, fazendo refeições para ter mais lucro e garantir o sustento da família.

Quem foi Angélica?

Angélica Benedet Gaidzinski morou na rua Otto Leopoldo Tiefense, na casa ocupada hoje por dona Josephina Duzioni Braz e seu Ibraim Manoel Braz. Quem cuidou da casa de Angélica durante anos foi dona Pina.

O nome do bairro, Jardim Angélica, é em homenagem a dona Angélica, a sétima dos 13 filhos do coronel Pedro Benedet.

Ela foi casada com Júlio Gaidzinski, com quem teve três filhos: Dorival, Diniz e Diana. Júlio Gaidzinski ainda teve outro filho com o mesmo nome do pai. Os quatro filhos de Gaidzinski receberam faixas de terras divididas de forma igual, o que forma hoje o bairro Jardim Angélica.

Dona Angélica viveu quase 20 anos internada em um hospital em Florianópolis. Anos depois voltou para Criciúma para morar no bairro que leva seu nome. Ela morreu em 1997, então com 94 anos.
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia