sexta, 25 de setembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
27 ºC 14 ºC
Geral
06/12/2018 17h05

Circo Mágico do Bem: Espetáculo resgata tradição circense e cultura local, na Praia do Rosa

Com um projeto inovador, o evento soma a tradição milenar circense, com a novas tecnologias, além de outras apresentações artísticas como música e dança, trazendo um espetáculo com arte e beleza, valorizando a tradição do circo e de diversas expressões culturais locais.
Circo Mágico do Bem: Espetáculo resgata tradição circense e cultura local, na Praia do Rosa
A Praia do Rosa será palco do maior espetáculo de Natal da região. Números acrobáticos, luzes, magia e muita emoção são esperados no Circo Mágico do Bem, com a apresentação circense “O Mundo Mágico”. O projeto conta com o apoio do Ministério da Cultura, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

A execução do evento, fica por conta da experiência e excelência do Festival Cultural Virada Mágica. O evento acontece no dia 23 de dezembro, a partir das 14 horas, na Pousada Fazenda do Rosa, na Praia do Rosa, em Imbituba. A entrada é gratuita.
Com um projeto inovador, o evento soma a tradição milenar circense, com a novas tecnologias, além de outras apresentações artísticas como música e dança, trazendo um espetáculo com arte e beleza, valorizando a tradição do circo e de diversas expressões culturais locais.
Segundo Regina Haleva, uma das idealizadoras do projeto, esta mistura de tecnologia e arte, afirma os bons sentimentos despertados pela época, além de contribuir para uma maravilhosa confraternização entre famílias e amigos. “A ideia surgiu da necessidade de promover e resgatar a cultura tradicional circense, que corre um sério risco de extinção”, alerta.
A organizadora destaca, ainda, que o projeto possui impacto regional e contribui para o fomento da cultura local. “O evento valoriza o artista circense, que possui pouco reconhecimento por seu trabalho no Brasil. Vale ressaltar que o projeto também tem o objetivo de apoiar, valorizar e difundir este conjunto de manifestações culturais e seus participantes, estimulando a regionalização da produção cultural e artística através da contratação de serviços locais”, observa Regina.

Inclusão
Além de proporcionar aos expectadores o contato com o mundo do circo, ajudando a manter viva a cultura circense no Brasil, o evento contribui para levar à comunidade, o livre acesso às fontes de cultura e o pleno exercício de seus direitos culturais.
Paulo Agrifoglio, coordenador geral, destaca que o evento nasceu da vontade de transformar as festas de final de ano, em um espetáculo que valorizasse a cultura local, defendesse as profissões artísticas ameaçadas, promovendo a inclusão e a gratuidade no acesso.
“Em tempos de atividades de lazer globalizadas e industrializadas, o projeto propõe que o encantamento do palhaço, do malabarista, do mágico e do trapézio, seja potencializado pelas novas tecnologias ao invés de concorrer com elas. Nestes tempos de diversões fáceis e “enlatadas”, torna-se fundamental defender as tradições culturais circenses, com poucas chances de concorrer com formatos culturais mais imediatos como a TV, o cinema ou o videogame. A infância ficou mais curta e a ingenuidade virou um fator de risco. Preservar a magia do circo em um evento cultural é ajudar a manter viva a criança que cada um carrega dentro de si. Adultos que nunca tiveram contato com o mundo do circo, passarão a conhecer, valorizar e, ajudar a manter viva esta emocionante arte”, explica Paulo.

Diversidade
Outro valor social defendido pelo projeto é a diversidade: os organizadores acreditam que a cultura é uma ferramenta fundamental para derrubar barreiras e preconceitos. “A magia do circo é universal e seu encantamento alcança a todos, independentemente de raça, gênero, idade, religião, capacidade física, orientação sexual ou qualquer outra característica humana. A cultura e a arte tem a incrível capacidade de derrubar preconceitos e discriminações através da valorização da diversidade, impactando positivamente toda a sociedade”, alega Marília Gabriela, coordenadora de produção.

Acessibilidade
O evento foi idealizado para que todos os públicos possam aproveitar e se integrar de forma harmoniosa, vivenciando uma experiência única e inesquecível. “Iremos disponibilizar transporte gratuito para as pessoas com deficiência atendidas por instituições locais, alimentação e acompanhamento exclusivo por monitores”, ressalta o produtor Pedro Agrifoglio.

Meio Ambiente
Uma das preocupações da organização, segundo Pedro, é com o cuidado e preservação do Meio Ambiente. “Como moradores e empresários, vivemos em um paraíso e todas as nossas ações visam o cuidado com a natureza. Além disso, revelamos uma consciência ambiental nas pessoas, mostrando que desenvolvimento e a natureza podem se desenvolver em harmonia”, revela.
Para isso, medidas preventivas serão tomadas para minimizar o impacto ambiental, como proteção de dunas e restingas, limpeza da praia antes e após o evento, direcionamento dos resíduos sólidos gerados e plano de controle ambiental.

Programação
O evento abre os portões a partir das 14 horas, e contará com decoração natalina, árvore de Natal, casa do Papai Noel, pintura facial, apresentação de dança e capoeira, brinquedos, mágicos, malabares, esculturas de balões, palhaços, trapezistas, distribuição de guloseimas, barracas com comidas típicas de circo e distribuição de brindes. Além do espetáculo circense, haverá a chegada do Papai Noel.
Menores deverão estar acompanhados pelos pais ou responsáveis. A lotação máxima é de 600 pessoas, por isso chegue cedo e evite filas. A entrada é gratuita.
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia