quarta, 28 de outubro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
27 ºC 16 ºC
Geral
30/11/2018 21h12

Em vídeo, Batman do Brasil pede apoio para tratamento de criança com AME de Tubarão

Há mais de 10 anos atuando como Batman do Brasil, Cristiano Zanetta de Matos pede ajuda em suas redes sociais para aquisição da quinta dose do medicamento “Sprinraza”, para o tratamento da Atrofia Muscular Espinhal (AME) da pequena Lívia Locks, de 3 anos. A família precisa arrecadar cerca de R$ 280 mil.
Em vídeo, Batman do Brasil pede apoio para tratamento de criança com AME de Tubarão
Um Batman brasileiro está transformando a vida de pacientes de hospitais no Sul do país. Por trás da fantasia do super-herói, está empresário Cristiano Zanetta, de 38 anos, dono de uma academia Urussanga, em Santa Catarina.

Atualmente, Cristiano realiza visitas às unidades hospitalares pelo menos uma vez por semana. Isso, sem contar as vezes que ele visita um paciente em casa. O empresário costuma alegrar o dia de crianças que sofrem de câncer ou depressão. Nesta semana, ele esteve em Tubarão, na casa de Leomir Locks, o Alemão, pai da Lívia Locks, para tentar ajudar a pequena, que aos 3 anos luta pela sobrevivência.

Lívia sofre de Atrofia Muscular Espinhal (AME) e precisa de doses do medicamento “Sprinraza” para o tratamento. No entanto, as doses tem alto custo e a justiça negou, pela segunda vez, o fornecimento da medicação.

Sensibilizado com a situação da família, o Batman do Brasil gravou um vídeo e postou em suas redes sociais em busca de ajuda. “Em 11 anos de trabalho social, nunca pedi nada pra ninguém. Estou aqui na casa do Alemão agora com a Lívia e peço aos meus seguidores que ajudem com R$ 20. Se 14 mil pessoas doarem esse valor conseguiremos salvar essa menina”, afirma o personagem em apoio à causa.

Em outubro desse ano, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região determinou a interrupção do fornecimento da medicação à Lívia. Entre os motivos alegados, está que “o direito de um paciente individualmente não pode, a priori, prevalecer sobre o direito de outros cidadãos igualmente tutelados pelo direito à saúde”.

No agravo publicado há um mês, o TRF4 informou, ainda, que, medicamentos em fase de experimentação, não enquadrados nas listagens ou protocolos clínicos, devem ser objeto de especial atenção e verificação, por meio de perícia específica, para a comprovação de eficácia.

“Já que a justiça é injusta e retirou o direito de viver da minha princesa, venho pedir ajuda para ela continuar vivendo. Precisamos arrecadar cerca de R$ 280 mil para aquisição dessa dose de novembro para ela tomar no máximo até 21 de dezembro para o tratamento continuar fazendo efeito. Precisamos da ajuda de vocês, pois os profissionais que estão julgando o caso da Lívia Locks não estão preocupados com o futuro dela”, desabafa o pai da pequena Lívia, Leomir Locks, como um grito de desespero na luta pela vida da filha.

Banco do Brasil

Agência 0201-1

Cona Poupança 62.041-6

Var 51

[video width="224" height="400" mp4="http://hcnoticias.provisorio.ws/wp-content/uploads/2018/11/WhatsApp-Video-2018-11-30-at-20.36.04.mp4"][/video]

De Cristiano para Batman do Brasil

Cristiano Zanetta de Matos nasceu com dislexia, dislalia, disgrafia e discalculia. Aos 6 anos de idade viu sua casa pegar fogo com suas irmãs de 1 e 6 anos dentro. Ao chamar por socorro presenciou conhecidos saquearem sua própria casa, até que o Corpo de Bombeiros chegasse e salvasse a vida de suas irmãs.

Com o trauma, todos os problemas se agravaram, e aquela criança nascida em Clevelândia, interior do Paraná, encontrou em Batman a força e a superação que precisava para viver.

E não só sobreviveu, como vive e dá vida a outras pessoas. Vestido de Batman, Cristiano visita crianças que lutam contra a depressão e o câncer, e usa de suas experiências de vida e de seus estudos, para motivar cada uma das crianças que conhece, que buscam a superação da doença para viverem seus sonhos.

A última coisa que o pai ouviu do filho antes de ir para a cirurgia foi uma promessa - promessa essa que faria de Cristiano o Batman do Brasil. “Se ele fosse forte e lutasse bravamente contra a depressão e o câncer, assim como o gladiador (vimos esse filme juntos uma vez) lutou em sua última batalha, eu dedicaria parte do meu tempo para levar a força e a motivação do Batman até crianças que enfrentam o câncer e a depressão”, conta.

Há mais de 10 anos atuando como Batman do Brasil, Cristiano acumula diversas histórias, como quando entregou a sua máscara para um paciente, quando realizou o desejo de um deles de andar na BatPod (moto) do Batman. “Eu sempre tive vontade de ajudar as pessoas, não suporto desistir e penso que a gente tem sempre apenas uma chance, então é preciso dar o nosso máximo em cada oportunidade.”
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia