domingo, 29 de novembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
30 ºC 21 ºC
Geral
30/11/2018 00h14

Ypuã, em Laguna, recebeu visita nesta quinta-feira (29)

É comum os pinguins aparecerem no litoral catarinense, vindos de colônias na Patagônia, na Argentina. Eles chegam ao estado em busca de alimentos seguindo as correntes marítimas. Eles costumam regressar ao habitat de origem somente na Primavera, quando as águas do sul começam a esquentar com a chegada do verão. 
Ypuã, em Laguna, recebeu visita nesta quinta-feira (29)



Um pinguim apareceu na praia do Ypuã, em Laguna, na tarde desta quinta-feira (29). "Ele está bem, em bom estado. Apareceu sozinho e está aqui pela praia", confirmou a médica veterinária Natália Búrigo, de Criciúma, que fez o flagrante com  fotos.



A Polícia Militar Ambiental foi acionada, mas informou que o caso é de responsabilidade dos protetores de animais para providenciarem a condução adequada do animal para o mar.

As providência foram tomadas para a segurança do animal.

Os animais costumam regressar ao habitat de origem somente na Primavera, quando as águas do sul começam a esquentar com a chegada do verão.

O que fazer ao encontrar um animal morto ou ferido na praia?


Qualquer animal marinho que for encontrado na praia, morto ou vivo, porém debilitado, deverá ser resgatado pela equipe do Projeto de Monitoramento de Praias.


Outros órgãos também podem ser acionados para entrar em contato com o projeto, como a Polícia Ambiental e bombeiros, por exemplo.





Em busca de alimentos




De acordo com a Associação R3 Animal, desde o início do inverno é comum os pinguins aparecerem no litoral catarinense, vindos de colônias na Patagônia, na Argentina. Eles chegam ao estado em busca de alimentos seguindo as correntes marítimas.





Muitos não conseguem retornar às colônias de origem e acabam morrendo. Outros aparecem na praia cansados, debilitados, desidratados e precisando de cuidados.






Há quatro meses


Mais de 100 animais marinhos foram encontrados mortos entre a Praia do Mar Grosso em Laguna, até a Praia do Luz, em Imbituba. Os corpos foram encaminhados para necropsia e coletas de amostras para tentar identificar a causa da morte. Conforme o professor de Zoologia e coordenador do projeto de Monitoramento de Praia da Bacia de Santos (PMP-BS), Pedro Volkmer de Castilho, estavam na orla um lobo marinho, um golfinho, algumas aves oceânicas (albatrozes e petréis) e 114 pinguins.
“Nessa época do ano é comum deparar-se com essa situação em várias praias da região. É um evento natural da imigração, o que chamou atenção nesse caso, foi a quantidade de animais. Geralmente encontramos pequenas quantidades, entre um ou dois”, explica Castilho.

Fontes: 4Oito/G1
Foto: Natália Búrigo

 


PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia