domingo, 20 de setembro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
22 ºC 14 ºC
Geral
23/11/2018 22h30

Até 2019, 12 mil novos casos de câncer infanto-juvenil serão registrados no Brasil

Doença é a maior causa de morte em crianças e adolescentes nos países desenvolvidos.
Até 2019, 12 mil novos casos de câncer infanto-juvenil serão registrados no Brasil
O dia 23 de novembro foi instituído em 2008, como sendo a data oficial para conscientização ao câncer infanto-juvenil - (lei nº 11.650, de 4 de abril de 2008). A data foi imposta para que entidades, instituições ligadas à saúde, realizem ações, debates, eventos entre outras atividades; trazendo informações sobre crianças com câncer e também para divulgar avanços técnicos e científicos sobre o problema.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) indicam que até 2019, 12 mil novos casos de câncer infanto-juvenil serão registrados no Brasil. O estudo aponta ainda que a doença é a maior causa de morte em crianças e adolescentes nos países desenvolvidos, apesar de nos últimos anos, muitos avanços já foram alcançados quanto ao tratamento do câncer, mostrando que mais de 70% das crianças em tratamento podem ser curadas quando diagnosticado precocemente e recebendo tratamento adequado.

O diagnóstico feito em fases iniciais, permite um tratamento menos agressivo quando a carga de doença é menor, com maiores possibilidades de cura e menores sequelas da doença ou do tratamento. Para a obtenção de altas taxas de cura são necessários também, cuidado médico, diagnóstico correto, referência a um centro de tratamento e acesso a toda terapia prescrita.

“No câncer infantil, é difícil falarmos em prevenção; por isso fala-se tanto na importância do diagnóstico precoce. Devemos estar atentos aos sinais e sintomas e sempre que houver uma suspeita, procurar um médico, ou pediatra ou mesmo o médico da rede básica de saúde para se realizarem exames e encaminhar rapidamente ao oncologista infantil e iniciarmos rapidamente o tratamento. Assim poderemos ter melhores respostas ao tratamento e alcançarmos a cura que é o que mais se deseja”, aponta a médica oncologista pediátrica e chefe do serviço de oncologia infantil do HSJosé Dra. Aldalisa Reinke.

Fonte: Engeplus
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia